Neymar depõe sobre crime virtual e agradece carinho dos fãs

Neymar

Neymar se apresentou nesta quinta-feira à Polícia Civil para depor por ter cometido crime digital ao se defender das acusações de estupro e agressão à modelo Najila Trindade. O atacante chegou em uma van, foi cercado primeiro por uma multidão de fãs e depois por um batalhão de jornalistas. Desceu de muletas, foi levado de cadeira de rodas e se manteve calado.

Os repórteres se aglomeraram em torno de Neymar e fizeram muitas perguntas. O atacante não respondeu praticamente nenhuma. Só em um momento pareceu ter dito que estava bem psicologicamente.

O jogador ficou por volta de 1h30 dentro da delegacia. Na saída, fez um rápido pronunciamento aos jornalistas.

“Só quero agradecer o apoio e a mensagens dos amigos e dos fãs, todo mundo. Obrigado pelo carinho. Me senti muto amado. só agradecer o carinho de todos”, disse.

A advogada Maíra Fernandes falou logo em seguida e se disse convicta da inocência de seu cliente. Ela afirmou que Neymar ainda não tem data para depor em São Paulo, sobre as acusações de estupro e agressão.

“Eu não posso falar do depoimento dele. (Queremos) Comprovar a inocência do nosso cliente, confiamos plenamente, estamos absolutamente confiantes”, disse. “Amanhã não tem nada marcado em São Paulo não, em breve vamos marcar (o depoimento)”, completou.

Najila, por sua vez, irá depor nesta sexta-feira, por volta das 11h (de Brasília), segundo afirmou o advogado dela, Danilo Garcia de Andrade.

De acordo com o programa Cidade Alerta, da TV Record, duas perguntas serão feitas a Najila: se as imagens que aparecem nas mensagens de Neymar são dela e se a conversa apresentada por Neymar foi só entre ambos ou se foi compartilhada com outras pessoas.