Encontro em Rio Preto reuniu lideranças do setor sucroenergético

renova bio

Lideranças do setor sucroenergético se reuniram em Rio Preto, na última sexta-feira, dia 12 de abril, para discutir a regulamentação do Renovabio durante o encontro “Energia Renovável – Segurança e Desenvolvimento Sustentável”. O evento foi promovido pela Associação de Produtores de Açúcar, Álcool e Energia (Biocana), com apoio da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (UNICA) e União dos Produtores de Bioenergia (UDOP), no Shopping Iguatemi.
O encontro contou com a participação de várias autoridades do setor como o diretor da Associação Brasileira de Agronegócios (ABAG), Jacyr Costa Filho, o deputado federal, Geninho Zuliani, que pertence à Frente Parlamentar do Agro (FPA), e o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo.
“Os temas abordados promoveram troca de informações e debates, objetivando o aperfeiçoamento do processo de consolidação do setor sucroenergético e sua importância para o desenvolvimento sustentável do País”, afirmou o presidente da Biocana, Gilberto Colombo.
Para o presidente da União da Agroindústria Canavieira do Estado de São Paulo (UNICA), Evandro Gussi, que fez a abertura do encontro, 2019 é considerado um ano-chave para o RenovaBio, programa do governo federal que visa trazer maior previsibilidade e atrair mais investimentos e eficiência para o setor sucroenergético.
“O RenovaBio será um marco para o País e servirá de exemplo de política que dá certo, com inclusão social, sustentabilidade e tecnologia. Temos acompanhando o comprometimento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e do Ministério de Minas e Energia no processo de regulamentação e todos os prazos até o momento foram cumpridos”, afirmou Gussi.
Com o tema “Regulamentação do Renovabio e as mudanças para a indústria sucroenergética”, Luiz Fernando de Souza Coelho, coordenador da Superintendência de Abastecimento da ANP, e Luciano Rodrigues, gerente de Economia e Análise Setorial da UNICA São Paulo, abordaram do processo de certificação à comercialização dos títulos de descarbonização (CBios).
“O RenovaBio é uma política de Estado que objetiva traçar uma estratégia conjunta para reconhecer o papel estratégico de todos os tipos de biocombustíveis na matriz energética brasileira”, destacou Rodrigues.