BEC vence de novo e está na semifinal da Série A3

bec x noroeste 13-04

 

Foto – Bruno Freitas – Noroeste

Barretos segue vivo no sonho do acesso na Série A3 do Campeonato Paulista. Com gol de Iran Júnior aos 44 minutos do segundo tempo, o time de Ricardo Morais venceu o Noroeste por 1 a 0 no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, e confirmou a classificação para a semifinal.

O primeiro jogo já tinha terminado 2 a 1 para o time de Barretos, que entrou em campo precisando apenas de um empate para avançar.

Precisando vencer, o Noroeste entrou em campo pressionado pelo resultado. A torcida, também demonstrando nervosismo com o jogo, começou o jogo gritando e apoiando, mas aos poucos também perdeu a paciência com a atuação do time.

O time da casa conseguia manter a possa de bola e trocava passes no campo ofensivo, mas sem criar nenhum perigo ao gol do Barretos, que jogava no contra-ataque.

A primeira finalização de perigo foi acontecer apenas aos 38 minutos de bola rolando. Richarlyson acertou um belo passe pela direita para John Egito, que emendou uma bomba contra Wendell, mas o goleiro conseguiu espalmar.

A chegada deu esperança ao time da casa, que desceu para o intervalo para ouvir as ordens do técnico Betão Alcântara.

CRESCEU

Com apenas dois minutos o Noroeste já demostrou que o segundo tempo seria muito mais movimentado no estádio Alfredo de Castilho. Chico encaixou a jogada individual, passou pela defesa do Barretos, invadiu a grande área e na hora de finalizar acabou desarmado pela marcação. No bate e rebate, a bola voltou para o atacante, que bateu por cima do gol.

Noroeste 0 x 1 Barretos – Fotos: Bruno Freitas/Noroeste

 

MAIS PRESSÃO
Depois, com 10, Chico novamente costurou a marcação do Barretos, carregou pela esquerda e cruzou rasteiro para Caio Barbosa. Livre, ele errou a finalização debaixo das traves e perdeu a chance de abrir o placar, no lance mais incrível do jogo.

Com 41, Diego Souza carregou na intermediária e arriscou um chute cruzado, mas a bola saiu pela linha de fundo, raspando a trave.

No finalzinho, com 44 minutos, o Barretos acertou um contra-ataque fulminante. Em velocidade, Iran Júnior recebeu pela esquerda, tirou dois marcados, invadiu a grande área e ficou frente a frente com Cairo. O atacante só deu um tapinha no canto, tirando do goleiro, e garantindo a vitória.