Papa convoca Dia de Jejum e Oração pela Paz

papa-845399

O Papa Francisco convocou os católicos e membros de todas as outras religiões para  um dia de orações, jejum e iniciativas para a paz em 23 de fevereiro, instando todos a “dizer não” à violência e ao conflito.

Ao falar com dezenas de milhares de pessoas na Praça São Pedro na benção semanal, Francisco disse que estava fazendo o apelo por causa do “prolongamento trágico” de conflitos em todo o mundo.

O dia 23 de fevereiro é uma sexta-feira na primeira semana completa da temporada cristã da Quaresma, durante a qual o jejum de alimentos e atos extras de caridade são encorajados como um sinal de penitência.

Ele disse que “todos, em suas próprias consciências, diante de Deus, deveriam perguntar o que posso fazer pela paz”.

“Certamente, podemos orar, mas não só: cada um de nós pode dizer ´não´ à violência em seu próprio caminho, porque as vitórias obtidas através da violência são falsas vitórias, ao mesmo tempo em que trabalhar pela paz beneficia a todos” afirmou.

Ele convidou especificamente os não-católicos e os não-cristãos a se juntarem à iniciativa da maneira que achassem conveniente, “mas todos juntos”.

Francisco disse que as orações e o jejum devem ser oferecidos de uma maneira particular para o povo da República Democrática do Congo e Sudão do Sul.

O cardeal e arcebispo do Rio de Janeiro, Orani Tempesta, gravou um vídeo transmitindo a mensagem do papa e reforçando o pedido para o Dia de Jejum e Orações pela Paz.